Talismãs e Amuletos



Os talismãs e amuletos fazem parte de diversas culturas. Os ciganos da Europa Central acreditam nos amuletos feitos com chifres como protetor de qualquer mal.
No Brasil, temos heranças legadas pelos índios, portugueses, espanhóis de Andaluzia, italianos, africanos e ciganos turcos e muitos outros ciganos que com o tempo deixaram se perder na sua própria história devido as leis imantadas pelo Pátrio Poder.

Alguns talismãs mágicos cujo a sua força exalta dentro da sua consagração como tal.



Chifre de carneiro e de boi
Todos esses povos fazem uso desse amuleto como proteção. Representa o chakra raiz do básico (Kundaline), o chakra em espiral do corpo humano, denota o domínio do Bem sobre o Mal.



Chave
Talismã antigo usado em Roma clássica, está associado ao Deus Juno, possuidor de duas fases: uma de prudência e outra de lembrança, daí seu uso como talismã pelos ciganos para fazer bons negócios e tomar decisões acertadas.




Lua Crescente
Para os ciganos, é um símbolo para trazer benefícios. Usada no pescoço, traz alegria e harmonia.
Era usada como talismã pelos egípcios, romanos e hindus para espantar os maus espíritos provocadores de crises histéricas e de loucuras.
Também usado para trazer sorte, a maternidade e o amor.




Ferradura
Para dianteira, serve para fazer o efeito desejado e sorte, quando é encontrado por acaso e se estiver com o prego, o efeito e influência ficam mais evidenciados para quem usar.
Note que os animais, cavalo e burro imprimem diferentes funções às ferraduras; um representa velocidade e o outro a força.
Os ciganos associam a ferradura à lua crescente, conhecida como talismã de proteção das energias nocivas. É capaz de captar sorte e dinheiro e não faltar os recursos naturais para os membros da tribo. Nas noites de lua cheia, os ciganos aconselham deixar a ferradura no peitoral da janela para receber energia da lua.
Quando pendurada uma ferradura sobre a porta, deixar aberta para cima, para que as energias sejam dissipadas através da energia protetora do planeta Marte que rege o ferro.




Trevo de quatro folhas
Simbolo tradicional de sorte dos ciganos de outras culturas, ajuda a superar problemas de dinheiro e dá garantia de sorte nos negócios, aumenta chances no jogo e nas apostas.
Quem carregar consigo uma medalha de ouro, prata, pedras preciosas ou semi preciosas ou até de madeira, pode ter certeza que carrega um talismã infalível de fartura, atraindo as força dos quatro elementos, fogo, terra, água e ar, oferecendo equilíbrio nos relacionamentos amorosos, evitando brigas e discórdias.



Mão de Fátima Filha de Maomé
Outro talismã difundido pelos ciganos árabes é a representação da Mão de Fátima filha, de Maomé, com a mão fechada em figa com um olho no centro.
Esse talismã garante ao seu possuidor fartura e os ciganos acreditam no seu poder de proteção.



Copo de água e sal grosso e um fio de cobre em espiral
Outra forma de defesa para qualquer local em um copo com água e sal grosso e e um fio de cobre, com a base em forma de espiral, dentro de um copo com a ponta do cobre para fora, como se fosse uma antena fora da água.
Sempre que a água mudar de cor, é sinal de que energias antagônicas foram barradas no local, troque a água jogue no esgoto ou vaso de banheiro e dê descarga.


Optchá!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cigana Esmeralda, Nomes ciganos, significados e dominações...

Usos, costumes e crenças do povo das estrelas...Parte II

Numerologia cigana e espírito cigano guardião